Lúdico, infância e educação escolar: (des)encontros

Fernando Donizete Alves, Aline Sommerhalder

Resumo


Essa pesquisa reconhece no lúdico um rico espaço de aprendizagem para a criança, uma vez que mobiliza fantasias da ordem do erótico e do agressivo e faz delas alimento para a elaboração de um saber ao nível da razão, pela via da simbolização e da sublimação. Assim sendo, questiona-se como o lúdico tem sido considerado e acolhido na instituição de educação infantil brasileira. O objetivo dessa pesquisa é investigar como o lúdico é acolhido na prática pedagógica do professor que atua na instituição de Educação Infantil. Foram realizadas entrevistas com três professoras que trabalham em instituições de educação infantil pública municipal de uma cidade do interior do Estado de São Paulo, Brasil. As entrevistas foram analisadas à luz do referencial teórico psicanalítico. As análises apontam que as professoras concebem o lúdico ora como recreação ora como instrumento pedagógico, essencialmente. Tomado como recreação, o lúdico é caracterizado como passatempo, atividade descompromissada, improdutiva, sem valor. Tomado como recurso/instrumento didático para o ensino de determinados conteúdos/conhecimentos (como o alfabeto, por exemplo), o lúdico racionalizado. Concluindo, podemos dizer que, muito embora o lúdico esteja presente na escola, o que essa pesquisa demonstra é uma desvalorização do lúdico como recurso educativo. Desvalorização que denota a desconsideração da escola contemporânea em relação ao inconsciente – ao desejo, a fantasia, ao infantil.

Palavras-chave: Lúdico. Educação Infantil. Professor. Psicanálise.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14244/19827199100

____________

Propriedade Intelectual

Revista Eletrônica de Educação adota a licença Creative Commons BY-NC do tipo "Atribuição Não Comercial".

Essa licença permite, exceto onde está identificado, que o usuário final remixe, adapte e crie a partir do seu trabalho para fins não comerciais, sob a condição de atribuir o devido crédito e da forma especificada pelo autor ou licenciante.

Para mais informações, consultar: https://br.creativecommons.org/

____________

REVISTA ELETRÔNICA DE EDUCAÇÃO. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007- . Quadrimestral. ISSN 1982-7199. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br